Doutorado

PERFORMATIVIDADES GAYS:
um estudo na perspectiva brasileira e argentina

RESUMO

A presente pesquisa tem como principal objetivo trazer para a análise do discurso o conceito de performatividade, essencial para o tratamento das múltiplas identidades, focando, no caso específico deste estudo, a questão das identidades homossexuais masculinas. Tendo em vista a concepção da pesquisadora estadunidense Judith Butler de que o gênero, assim como qualquer outra esfera da identidade, é construído no interior da linguagem e do discurso, e que este se faz performativamente em um contexto cultural heteronormativo e falocêntrico, analisamos a construção discursiva da homossexualidade feita pelos próprios homossexuais masculinos em dois contextos comunicativos diferentes, a saber: trinta perfis do site de relacionamento gay ManHunt e vinte narrativas de vida através de pesquisa realizada via on line. Embora essas sejam as linhas centrais de levantamento de dados, a pesquisa é de cunho teórico, na qual a análise dos corpora não é exaustiva, mas vale somente como complementação ao que queremos apontar através de formulações conceituais que a homossexualidade é performativa e, portanto, se materializa por meio de discursos. Dessa forma, verificamos quais são os elementos discursivos usados ao se falar sobre/para o gay nos corpora selecionados. Para isso, fazemos uma análise contrastiva entre discursos produzidos no Brasil e na Argentina. A escolha por dois países diferentes se deve ao fato de querermos testar a hipótese de que as performatividades se baseariam em imaginários que, por sua vez, dependeriam de variáveis socioculturais e históricas, mesmo que se trate de contextos latino-americanos. Como conclusão, observamos que o contexto sócio-histórico influencia as estratégias das performatividades das homossexualidades já que são formadas por signos que se cruzam com outros que não costumamos levar em consideração na compreensão da sexualidade como linguagem e desejo.


(LEIA AQUI
 A TESE)
arquivo com 360 páginas

Para link da chamada da dissertação na Biblioteca Digital da UFMG clique AQUI.